Federação Catarinense de Motociclismo

Médias elevadas e muita navegação marcam a abertura
do Catarinense de Regularidade em Caçador
Texto e fotos: Gerson Coas - Reportagem FCM

Belas paisagens também fizeram parte do roteiro. Na imagem Cléber Schulz em ação

Guilherme Cascaes venceu as duas etapas da prova

Genoir Bruning ficou em segundo no geral da máster

Brahian Popinhak dominou a categoria sênior

Rodrigo Beal fez dois segundos lugares na sênior

Daniel Carniatto, terceiro na sênior

Marcos "Marjovan" venceu segunda etapa e o geral na over...

... Adriano Preisler ficou em segundo...

... e Éder Marcondes em terceiro.

Lucas Goulart venceu a júnior...

... e Wilson Wilsen terminou em segundo

Michel Dakmer foi o campeão da novatos

Alguns dos integrantes do Caçador Moto Clube. Parabéns pela organização!

Correndo na categoria máster o piloto Guilherme Cascaes confirmou a sua grande fase ao vencer em Caçador neste domingo, 30 de março, o XI Enduro do Contestado, prova válida pela abertura do Campeonato Catarinense de Regularidade 2008. No total 107 pilotos encararam os 122 quilômetros do roteiro preparado pelo Caçador Moto Clube - CMC, percurso que foi completado em pouco mais de 4h20min. Com médias elevadas – trechos de até 54 km/h –  e muita navegação, para ser cumprida a planilha exigiu preparo físico, concentração e habilidades dos competidores. A prova também contou pontos para a Copa Oeste de Regularidade, valendo a terceira e quarta etapas da competição.

Também subiram no ponto mais alto do pódio os pilotos Brahian Popinhak (sênior), Marcos “Marjovan” Szyminovicvz (over), Lucas Goulart (júnior) e Michel Dakmer (novatos).

De acordo com Paulo Prigol, do CMC, a prova transcorreu conforme planejado. “Ficamos felizes, foi um ótimo resultado. Todos gostaram das trilhas e do formato da prova, tanto é que não tivemos reclamações. Tivemos sim um contratempo com a mudança do local de largada e chegada, mas foi prontamente resolvido. Mas é preciso agradecer ao pessoal do motoclube. Foram cerca de 30 integrantes colaborando. Cada um abraçou uma determinada função, o que facilitou muito a realização da prova”, concluiu Prigol.

Os destaques do Contestado 2008

Correndo na máster Cascaes foi o campeão nos dois dias do Enduro do Contestado em 2007, quando a prova encerrou a temporada do Campeonato Sul-brasileiro. Agora em 2008 ele também começou com o pé direito, vencendo a abertura do interestadual, o Enduro dos Pampas, realizado em Taquara – RS há pouco mais de 20 dias.

E dessa vez Guilherme Cascaes não fez diferente: venceu as duas etapas da prova, perdendo 51 pontos na parte da manhã e 96 à tarde, ou 147 pontos no total. Momentos antes da largada ele se mostrou otimista tanto em relação a organização da prova, quanto ao seu desempenho. Após a vitória, as suas palavras confirmaram toda a sua expectativa. “Como de costume, Caçador nunca deixa a desejar na qualidade de suas provas. Não foi diferente nessa vez, que foi a abertura do Catarinense. A prova estava perfeita... as trilhas muito bem escolhidas com o predomínio de reflorestamento de pinus, com muito roteiro e a média bem justa. Foi exatamente como eu gosto, muito parecido com o enduro FIM com planilha, pois uma erradinha não se recuperava mais no tempo e se deu bem quem fez mais rápido. Acredito que por isso o nível dos pilotos de Santa Catarina é alto, pois a média de velocidade na máster geralmente é justa, fazendo com que os pilotos melhorem cada vez mais seu desempenho. O roteiro exigiu muita atenção, pois andamos quase uma hora dentro de apenas uma trilha, dando muitos balões, e quem não estivesse atento na planilha, se perdia fácil. A organização está de parabéns... Soube juntar um ótimo roteiro, médias justas, planilha bem desenhada e bastante neutros, deixando a prova segura. O campeonato começou com uma excelente modelo para os organizadores das próximas etapas”, relatou Cascaes.

Quanto ao campeonato, o vencedor se mostrou ainda mais satisfeito. “Estou muito feliz com meu resultado. Começar o campeonato ganhando as duas etapas e a prova me deixa confiante para as próximas. Agora é pensar na abertura do FIM da Copa sul (ASCPE), que começa nesse final de semana em Garopaba”, concluiu.

Para o atual campeão catarinense de máster, Genoir Bruning, a prova foi marcada por um roteiro bem elaborado e trilhas boas de acelerar. Segundo colocado no geral, somou 233 pontos perdidos. “Eu fiz a minha parte, mas o Cascaes está muito forte mesmo. Mas começar o campeonato com um segundo lugar está bom, pois tem muito ainda para recuperar. Para não dizer que a prova estava perfeita, 100%, destaco a sinalização. Por questão de segurança, em minha opinião, a sinalização dos laços poderia ser melhor elaborada, mas nada que tire o brilho dessa competição. Isso serve de reflexão para as próximas provas do Estadual”, disse Bruning, que ressaltou a questão da segurança, pois boa parte dos pilotos também são organizadores e podem repensar sobre esse ponto nas provas das suas cidades.

Com o segundo e o terceiro lugar as etapas, Cléber Schulz ficou em terceiro no somatório geral, acumulando 268 pontos perdidos.

Na categoria sênior o domínio foi de Brayan Popinhak. Após ter ficado afastado da modalidade por dois anos, mostrou que a sua navegação está em ordem e marcou o retorno com vitória nas duas etapas, zerando 14 PCs em 32 conferências. “Foi uma prova bacana. Só trilhas e nas características que eu mais gosto: abertas e rápidas.... muito rápidas. A rapaziada do Caçador Moto Clube está de parabéns. Não tinha erros de planilha, todas as referências batiam perfeitamente. Sempre quando tem prova com médias altas eu gosto de acelerar, pois sempre me dou bem... tanto é que eu gosto de fazer o Enduro FIM também”, falou Brahian.

Rodrigo Beal ficou em segundo nas duas etapas e no geral, acumulando 564 pontos perdidos. Em terceiro ficou Daniel Carniatto, com dois quarto lugares nas etapas e 749 pontos perdidos, exatamente a mesma pontuação perdida por José Carlos Vitorino, mas que ficou na quinta e na terceira colocação nas etapas.

Embora a quantidade de pontos perdidos não tenha sido a menor na categoria over, essa se mostrou a mais disputada, revelando o maior equilíbrio entre os competidores. No somatório geral Marcos “Marjovan” levou a melhor, com a quarta colocação na etapa da manhã e a vitória na parte da tarde, acumulando no total 761 pontos perdidos. “Foi uma prova muito rápida. Você não podia errar. Na parte da manhã mesmo com as médias justas, era possível fazer ultrapassagens quando necessário, pois as trilhas eram bem largas. A tarde predominaram trilhas mais apertadas. Quando eu chegava no piloto da frente não tinha como passar e aí atrasava mesmo. Mas felizmente não tive erros graves e deu certo”, relatou Marcos.

O vice-campeão da over em 2007, Adriano Preisler, foi disparado o melhor piloto na primeira etapa da prova com 151 pontos. Entretanto ele não repetiu o desempenho a tarde, somou mais 814 pontos e ficou em terceiro, mas com a segunda colocação no geral.

Éder Marcondes foi regular nos dois períodos. Com 530 pontos na etapa inicial ele ficou apenas na nona colocação, enquanto que com os 564 pontos perdidos na parte final Éder obteve o segundo posto e alcançou a terceira colocação final. Atual campeão da categoria e integrante da comissão do Enduro da FCM, credenciado pela sua grande experiência ele avaliou a competição em Caçador. “O Campeonato Catarinense abriu com chave de ouro a temporada 2008, com uma prova bem elaborada onde todos os pilotos puderam completar o percurso sem problemas. Dificuldade mesmo ficou  por conta do roteiro, pois foi uma prova onde a atenção na planilha tinha que ser uma constante, junto com as fortes médias exigidas que deram o tempero a prova. Parabéns ao CMC que sempre faz boas provas; espero que a etapa de Brusque daqui a 15 dias siga este mesmo formato”, concluiu Éder.

Na júnior o vencedor foi Lucas Goulart com o primeiro e o terceiro lugar nas etapas, e total de 581 pontos. Terceiro colocado no campeonato no ano passado, Lucas também elogiou a organização da prova. “Foi um percurso bem técnico. As referências batiam exatamente. Assim tudo dava certo e era só guiar e prestar atenção. A organização está de parabéns”, falou Lucas.

Wilson Wilsen ficou em segundo com 884 pontos e Márcio Dalla Lana Filho, vencedor da etapa da tarde, ficou em terceiro com 1.447 pontos.

Entre os pilotos da classe novatos o melhor foi Michel Dakmer que venceu a etapa inicial e ficou em quarto na parte final, totalizando 1.913 pontos. Lucas Arenhart que venceu a etapa da tarde, ficou em segundo no geral, acumulando 2.110 pontos. Leonardo Chiamolera perdeu 2.516 pontos e ficou em terceiro.

Clique aqui e confira o resultado completo da prova

Aguarde... em breve mais de 400 fotos do XI Enduro do Contestado

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.