Federação Catarinense de Motociclismo

ESPECIAL - Todos os detalhes do Riffel
Motocross em São Miguel do Oeste
Texto: Bárbara Sales - Reportagem FCM - Fotos: Gerson Coas / FCM

Vista aérea da pista do Jeep Clube São Miguel


    O Jeep Clube São Miguel lotou no domingo, 14 de novembro, quando os motores roncaram para as baterias da quinta etapa do Riffel Motocross – Campeonato Catarinense. Com sol, temperatura agradável e uma área verde privilegiada, o público compareceu em peso para acompanhar as vitórias de Anderson Cidade (MX1 e MX2), Richard Berois (MX3), Claiton Detoni (MX4), Tauan Brenner (Intermediária), Vinicius Nalin (Nacional), Luciano Oriano Júnior (85cc) e Arthur Todeschini (55cc e 65cc) e o início da definição de mais uma temporada do estadual de motocross.

Anderson foi um dos destques do final de semana. O piloto da equipe Yamaha/Geração foi o mais rápido em todos os treinos e conquistou a vitória nas duas principais categorias. As duas vitórias na etapa de São Miguel do Oeste lhe deram mais do que o troféu de primeiro colocado. Faltando apenas uma etapa para o final da temporada, Anderson entrou na briga direta pelo título da MX2, e ainda faturou a liderança da MX1, principal categoria do campeonato. “Foi um final de semana perfeito. Agora, a decisão vai para a última etapa”, disse.


Um grande publico prestigiou as disputas do Riffel Motocross

 

Quem também levantou o público foi o piloto da casa, Marcelo Maziero. O representante de São Miguel do Oeste no Riffel Motocross vem ganhando destaque nesta temporada, fazendo resultados importantes e figurando entre os cinco melhores pilotos do Estado. Correndo no “quintal” de casa, Maziero subiu ao pódio nas duas categorias que disputou sempre incentivado pelo grande publico presente.

 As disputas

Com a ausência de Marcello “Ratinho”, bastava uma vitória para Anderson sair de São Miguel do Oeste com a liderança da MX1 nas mãos. E desde o sábado ele mostrou que estava disposto a agarrar a liderança e não desperdiçou a chance.

Quando caiu o gate, Anderson pulou na frente, seguido por Maziero e João Paulo Feltz. Já nas primeiras voltas ele impôs um ritmo forte e se distanciou da briga pela segunda posição entre Maziero e Feltz.

Os dois pilotos travaram uma grande disputa pela posição, com vantagem para Maziero que embalado pelo apoio da torcida conseguiu segurar Feltz e ficar com o segundo lugar na prova. “Contei com alguns erros do Feltz nesta bateria, o que fez com que eu tivesse um pouco mais de tranquilidade para administrar a posição, além de ser favorecido pelo tipo de chão, que é o que estou acostumado a treinar”, disse Maziero.


Marcelo Maziero

 

 Com a disputa pela vice-liderança da prova, Anderson fez uma prova tranquila na frente e venceu de ponta a ponta sem dificuldades, e além da vitória, garantiu a liderança da categoria e leva a decisão para a última etapa, onde tudo pode acontecer, pois com o critério de descarte do pior resultado, a diferença de Anderson e Ratinho é de apenas um ponto. “Tentei impor um ritmo forte desde o início para ficar mais tranqüilo na frente, e deu certo. Agora, basta uma vitória na última etapa para eu ficar com o título”, disse Anderson.


Anderson Cidade

 

Richard Berois e Samuel Pacheco disputaram a quarta posição e quem levou a melhor foi Richard, que após se enroscar com Erivelto Nicoladelli e Anísio Clasen ainda no início da prova, voltou de último e foi recuperando posições até encostar nos primeiros colocados e garantir a quarta posição.


Pódio MX1

 

 MX2

Quem saiu na frente foi Marcelo Maziero, mas o piloto da casa permaneceu na ponta apenas uma volta e foi surpreendido por Andersonque vinha forte atrás e assumiu a posição.

Maziero até tentou se aproximar e retomar a ponta, mas tinha em sua cola Feltz disposto a assumir a segunda posição e assumir a liderança da categoria. Maziero ficou em segundo até a quinta volta. “Comecei a observar, prestar a atenção no jeito dele pilotar, e comecei a seguir, fazendo os mesmos caminhos, principalmente onde ele era mais rápido. Quando ele deu uma errada eu consegui passar”, explicou Feltz.


João Paulo Feltz #25 e Marcelo Maziero #866

 

Enquanto isso, Anderson se distanciava na frente para vencer e entrar definitivamente na briga pelo título da categoria. Feltz foi o segundo, seguido por Maziero, Tauan Brenner e Anísio Clasen.

Com o resultado, Marcelo Ratinho segue líder da categoria beneficiado pelo critério de descarte, mas agora é Anderson quem está na vice-liderança empatado com João Paulo Feltz, ambos com 86 pontos, três a menos que Ratinho, que soma 89.


João Paulo Feltz

 

 MX3

Richard Berois estava em seu dia de sorte. O piloto da equipe Yamaha/Geração venceu a prova da categoria MX3 e ainda assumiu a liderança do campeonato, beneficiado pelo azar de seu principal concorrente, Erivelto Nicoladelli.

Quando baixou o gate da MX3, Richard saiu na frente com Nicoladelli em sua cola. Os dois pilotos andaram praticamente juntos, sem diferença, com Erivelto atacando e Richard apenas se defendendo, até que na quinta volta, o piloto de Orleans teve o pneu traseiro furado deixando o caminho livre para Richard se distanciar e vencer a segunda na temporada.


Richard Berois

 

Erivelto permaneceu na pista até o final da prova apenas para pontuar e não se distanciar muito da briga pelo campeonato. Com o azar de Nicoladelli, Richard assumiu a liderança da categoria, mas a diferença entre os dois é de apenas um ponto. Nada definido na categoria MX3.


Erivelto Nicoladelli

 

Anísio Clasen terminou a prova na segunda colocação, seguido de Rodrigo Knoll e Leonardo Perozin.

 MX4

Claiton Detoni venceu a segunda consecutiva na categoria MX4, seguido de Rogério Schmit, Mirko dos Santos, Adenir da Veiga e Janaína Todeschini. Com o resultado, Mirko permanece na liderança da categoria, agora com 96 pontos. Rogério Schmitt é o vice-líder, com cinco pontos a menos que Mirko.


Claiton Detoni

 


Rogério Schmitt

 


Mirko dos Santos

 

 Intermediária

A categoria intermediária teve disputa entre Tauan Brenner e Samuel Pacheco. Tauan largou na frente seguido por Samuel, que já no início da prova botou pressão em busca da primeira posição. Tauan conseguiu segurar e beneficiado por alguns erros de Samuel, conseguiu se distanciar. “Fiz uma boa largada, mas consegui um impulso melhor durante a corrida, senti que o Samuel cansou e assim, consegui me distanciar”, contou Tauan.


Tauan Brenner

 

“No começo estava disposto a conquistar a primeira posição, mas aí comecei a cansar e achei melhor não arriscar. Agora, novamente, estou na briga pelo título”, disse Samuel.


Samuel Pacheco

 

Samuel finalizou a prova com a segunda colocação e encosta no líder Venício Voigt, que mesmo com o pé quebrado foi para a prova apenas para pontuar e não perder a liderança do campeonato. Venício terminou a bateria na quinta colocação e permanece líder, agora com dois pontos de vantagem para Samuel. “Machuquei o pé treinando logo após a etapa de Capinzal, onde assumi a liderança, decidi vir a São Miguel do Oeste apenas para pontuar e não perder a liderança”, disse Venício.


Venício Voigt

 

 Nacional

Eduardo Rosing não estava em seu dia de sorte. O piloto de Santa Rosa de Lima foi para a prova líder da categoria, mas na primeira sessão de costelas depois da largada sofreu uma queda, e com problemas na moto teve que abandonar a disputa. Melhor para Vinicius Nalin que largou na frente e venceu de ponta a ponta, assumindo a liderança com 18 pontos de vantagem para Eduardo, agora vice-líder. “Agora com essa liderança estou mais tranquilo e vou para a última etapa com força total”, disse.


Vinicius Nalin

 

Paulo Britske, Preslei de Carli, Ricardo Kades e Emerson Moschen completaram o pódio.

 85cc

A categoria 85cc teve uma das melhores disputas da etapa. Luciano Oriano Júnior saiu na frente com Guilherme Faval logo atrás. Os dois pilotos fizeram uma grande disputa pela primeira posição e se alternaram na liderança da prova.

Luciano era pressionado por Guilherme que atacava e queria a primeira posição, o vice-líder do campeonato permaneceu na ponta o quanto pode, mas na quinta volta foi surpreendido por Guilherme, que assumiu a posição.


Luciano Oriano #89 e Guilherme Faval #43

 

Luciano então foi para cima, tentando reassumir a primeira posição e faltando duas voltas para o final, foi beneficiado por um erro de Guilherme, não desperdiçou a chance e retomou a posição. No finalzinho, foi a vez de Luciano errar, mas Guilherme não conseguiu a ultrapassagem, e terminou com a segunda posição.

Mesmo com o resultado, Rodrigo Riffel permanece na liderança da competição, seguido por Luciano, vice-líder.

Arthur Todeschini, Leonardo Machado e Bruno Gambatto completaram o pódio.


Pódio 85cc

 

 65cc e 55cc

Arthur Todeschini venceu as provas das categorias 55cc e 65cc de ponta a ponta. O piloto de Chapecó foi o melhor em todos os treinos das duas categorias e durante as baterias só confirmou o que já era esperado.


Arthur Todeschini

 

Na categoria 65cc, completaram o pódio Leonardo Machado, Thiago Brenner e João Gabriel da Veiga. Mesmo com o resultado, o líder da categoria é José Brayan que tem 11 pontos de vantagem para o vice-líder João Gabriel.


Pódio 65cc

 

Thiago Brenner, Antony Maso, Bernardo Zapellini e Heloisa Detoni completaram o pódio da categoria 55cc. Com o resultado, Thiago permanece na liderança com 15 pontos de vantagem para Antony, vice-líder.


Thiago Brenner

 


Pódio 55cc

 

 No final das disputas, o Jeep Clube fez o sorteio da moto Crypton 115cc ao publico que prestigiou a quinta etapa do Riffel Motocross, em São Miguel do Oeste. A vencedora foi Valéria Krumenaer, da cidade de Irai, no Rio Grande do Sul, que recebeu a chave da moto das mãos de Jair Antonio Siebel, presidente do Jeep Clube.


Valéria Krumenauer ganhou uma moto no final do Riffel Motocross

 

A quinta etapa do Riffel Motocross – Campeonato Catarinense foi uma realização do Jeep Clube São Miguel, com supervisão da Federação Catarinense de Motociclismo (FCM), patrocínio de Riffel Motospirit e apoio de Hparts, Destak Transportes, Motoshop, Geração Motos, TBT Suspensões, Seben Sport Racing e Fundesporte.

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.