Federação Catarinense de Motociclismo

ESPECIAL: Canoinhas retorna ao calendário e acirra
as disputas no estadual de Velocross
Texto: Reportagem FCM - Fotos: Gerson Coas / FCM

Largada categoria VX3 Nacional

 

Há 15 anos a cidade de Canoinhas, na região norte do Estado, não recebia uma etapa do Campeonato Catarinense. A última vez que a cidade sediou uma etapa do estadual foi em 1991, com o Catarinense de Supercross.

Em 2011, com a pista do parque de exposições Ouro Verde reformulada, o município voltou para o calendário da Federação Catarinense de Motociclismo, em grande estilo: como sede da terceira etapa do Catarinense e segunda da Copa Contestado de Velocross.


Um grande publico compareceu até o Parque de Exposições Ouro Verde

 

As disputas aconteceram no final de semana, dias 9 e 10 de abril, como uma das atrações da 5ª Agrofest, onde milhares de pessoas assistiram às vitórias de Leandro Lemos (VX1 e Força Livre Nacional), Gabriel Haiduk (VX2), Avacir Chaves (VX3), João Francener (VX3 Nacional), Admilton Farias (Estreante Especial), Edinilson Batista (Nacional 300cc), Eduardo Leobet (Nacional 230cc), Vinicius Rosa (Nacional Estreante), Jean Grosskopf (Nacional 150cc), Lucas Gadotti (85cc), Daniel Melchert (65cc) e Rian Fischer (mini-motos).

As disputas

Penúltima categoria a largar, os pilotos da VX1 encontraram uma pista totalmente diferente dos treinos e das provas das demais categorias. Com a pista bem molhada devido a chuva que caiu em Canoinhas no final da tarde, os pilotos tiveram de andar com cautela para evitar os tombos e se manter firme na disputa.


Leandro Lemos

 

Basicamente a prova não teve muitas surpresas e foi definida já na largada com Leandro Lemos saindo na frente, seguido por Avacir Chaves, Flaviano Ramos, Admilton Farias e Gabriel Haiduk. As cinco primeiras posições se mantiveram assim durante as 12 voltas da bateria e receberam a bandeirada da maneira que começou. Bom para Leandro, que conquista mais 25 pontos importantes para o campeonato, se consolidando ainda mais na liderança da categoria. “Mais uma vitória importante para o campeonato, apostei muito na largada porque eu sabia que ia ser uma pedreira pra quem largasse atrás por causa de óculos, barro, por isso, me concentrei bastante na largada, tive êxito, larguei em primeiro e liderei a prova de ponta a ponta”, resumiu o vencedor.


Avacir Chaves

 


Malcon Reinecke

 

Quem vem se destacando nas provas da VX1 é o experiente Avacir Chaves, o Nenê. Com o segundo lugar na etapa de Canoinhas, o piloto de Joinville, assume a vice-liderança da categoria. Malcon Reinecke, de Blumenau, é outro que vem conquistando resultados regulares, e já ocupa a terceira posição na classificação geral da VX1.

 

VX2

Diferente da VX1, a prova da categoria VX2 aconteceu com a pista em perfeitas condições. Leandro Lemos e Gabriel Haiduk saíram na frente e já nos metros iniciais da prova disputaram forte a primeira posição, com vantagem para Gabriel, que assumiu a ponta e disparou na frente.


Gabriel Haiduk #159 e Leandro Lemos #4

 

Após perder a liderança da prova, Leandro acabou caindo e voltou para a disputa na penúltima colocação. Enquanto Gabriel abria distância na frente e pilotava com certa tranquilidade, Lelê teve de aumentar o ritmo para recuperar as posições perdidas. O piloto de Lages precisou de cinco voltas para voltar a segunda colocação da disputa e tentar reassumir a ponta. Porém, o pneu dianteiro furado ainda no início da disputa o impediu de se aproximar do líder, que tranqüilo, não tinha a posição ameaçada por nenhum adversário. “Quando vi que o Lelê caiu eu não quis forçar muito, vi que já tinha uma certa vantagem depois que ele caiu e preferi não arriscar e só administrei a posição”, contou Gabriel.


Gabriel Haiduk

 

Já Lelê teve trabalho pra segurar Osmair Cipriani, Oscar Honorato Bueno e Roger Joenck, que vinham logo atrás e pressionaram durante toda a prova. Com o pneu furado, a única saída era se defender trancando a pista. Leandro usou muito bem a pista a seu favor e formou um pelotão atrás, todos pressionando e querendo a ultrapassagem, mas presos na pilotagem do lageano, que segurou a segunda posição até o final, se firmando na liderança da categoria. “Andei a prova inteira com o pneu dianteiro furado. Foi difícil, tentei segurar e felizmente consegui e saio daqui mais líder do que nunca na VX2”, disse.


Leandro teve que segurar o pelotão que vinha logo atrás

 

No finalzinho da disputa, Oscar Honorato Bueno que pressionava Osmair Cipriani pela terceira colocação, conseguiu a ultrapassagem e garantiu a posição. Osmair vem conquistando resultados importantes no campeonato, e agora ocupa a vice-liderança da categoria. Johann Chupel finalizou a prova na sétima colocação e é o terceiro colocado na classificação geral da VX2.


Osmair Cipriani #15 e Oscar Bueno #43

 

 VX3

A melhor disputa da terceira etapa do Catarinense de Velocross foi, sem dúvida, pela categoria VX3. Avacir Chaves e Braz do Santos protagonizaram uma disputa emocionante pela vitória e levantaram o publico canoinhense.


Largada VX3

 

Avacir largou na frente e disparou, enquanto Braz não fez uma boa largada e teve de recuperar posições. Duas voltas após a largada, Braz já era o segundo na disputa e foi em busca de Avacir que já estava com uma boa vantagem na frente. A cada volta Braz tirava a diferença, até encostar no líder e iniciar a pressão. Avacir segurou a posição o quanto pode, mas não resistiu aos ataques de Braz e acabou perdendo a posição. Avacir, porém, não desistiu e seguiu firme na cola de Braz. Nas voltas finais, o piloto de Joinville forçou o ritmo e atacou Braz. Por várias vezes, os dois pilotos ficaram lado a lado na disputa, até que na última volta, faltando poucos metros para o final da prova, Avacir deu o bote e reassumiu a ponta para vencer a primeira na temporada 2011 do estadual. “A corrida hoje foi diferente. Larguei em quarto, batalhei pra buscar as posições, quando cheguei fui pra cima do Nenê, consegui passar, mas o Nenê não afrouxou, veio e no final me deu o bote. Mas foi uma prova bonita, prova boa, bem disputada, assim que é legal para o publico”, resumiu Braz.


Avacir Chaves #5 e Braz dos Santos #43

 

Além da experiência, Avacir traçou uma estratégia para tirar a vitória de Braz. “Tentei segurar o Braz, mas não deu, então fui me poupando durante a corrida para arriscar tudo no final, e graças a Deus deu tudo certo, e consegui a vitória”, explicou o vencedor.


No finalzinho, Avacir deu o bote e ficou com a vitória

 

Agora, apenas quatro pontos separam o líder Braz, de Avacir, vice-líder da categoria. Charles Voigt finalizou a prova na quinta posição e ocupa a terceira colocação no campeonato.

 

Força Livre Nacional

Leandro Lemos venceu sem grandes dificuldades a prova da categoria Força Livre Nacional. O piloto de Lages largou na frente e só teve o trabalho de administrar a posição até a bandeirada final.

A disputa na categoria ficou pelo segundo lugar. Guilherme Pereira e João Batista de Sisti Júnior fizeram uma bela disputa pela posição, com vantagem para João, que na última volta conseguiu a ultrapassagem e ficou com a segunda colocação.


Guilherme Pereira #637 seguido de perto por João Batista Júnior #6

 

Guilherme foi o terceiro colocado seguido de Felipe Baum e Thomaz Ramon Fischer Jahn. Mesmo com o resultado, Guilherme lidera o campeonato com quatro pontos a mais que Leandro. Os dois pilotos representam a cidade de Lages e fazem parte da Toninho Racing.

 

Nacional 300cc

Edinilson Batista venceu a bateria da Nacional 300cc com tranquilidade de ponta a ponta. A disputa da categoria ficou pela segunda posição, novamente entre João Batista de Sisti Júnior e Guilherme Pereira. Mas desta vez, nenhum dos dois pilotos ficou com a posição, porque na última volta, Giovanni Adriano surpreendeu e deu o bote, finalizando a prova na segunda colocação, e trazendo Wandrey Niels para ficar com o terceiro lugar. Guilherme e João ficaram com a quarta e quinta colocação, respectivamente.


Edinilson Batista

 

Wandrey é o líder da categoria, seguido por Guilherme na vice-liderança e Felipe Baum, logo em seguida, na terceira colocação geral.

 

Nacional VX3


João Francener

 

João Francener venceu a disputa pela categoria VX3 Nacional. Ademar Werner Boettcher finalizou a prova na segunda colocação, e com isso, assume a liderança da categoria, com cinco pontos a mais que Marcelo Hamann, terceiro colocado na prova e na classificação da categoria.


Ademar Boettcher

 

 Nacional 230cc

A categoria Nacional 230cc teve vitória tranquila de Eduardo Leobet. O piloto, de Piratuba, superou Wandrey Niels na segunda volta e depois só teve o trabalho de administrar a posição até a vitória. Willyn Richard Alves foi o segundo, seguido de Edinilson Batista, MaiconWeidnangt e Volnei da Fonseca.


Eduardo Leobet

 

 Eduardo segue líder da categoria com seis pontos a mais que Wandrey, vice-líder, e sete a mais que Edinilson, terceiro colocado no campeonato.

 

Nacional Estreante

Leonardo Anzolin saiu na frente na disputa da categoria Nacional Estreante, mas foi pressionado durante todo o tempo por Vinicius Rosa, que conseguiu a ultrapassagem na metade da prova, e segurou a posição até a bandeirada final. Vinicius segue liderando o campeonato na categoria Estreante, com quatro pontos de vantagem para Leonardo, vice-líder. Bruno Tomio vem fazendo uma temporada regular e já ocupa a terceira posição geral na categoria.


Vinicius Rosa

 


Leonardo Anzolin

 

 

Nacional 150cc

Jean Grosskopf venceu de ponta a ponta a prova da categoria Nacional 150cc, mas quem levou os 25 pontos da vitória foi Eduardo Correia Branco, que finalizou a prova na segunda posição, já que Jean não pontua no estadual de velocross. Eduardo segue líder da categoria com 10 pontos a mais que Ralf Schaefer, vice-líder. Marlon Mohr, que venceu na etapa de Witmarsum, é o terceiro no campeonato da categoria.


Jean Grosskopf

 


Eduardo Correia Branco

 

 

Estreante Especial

A categoria Estreante Especial foi outra que largou com a pista prejudicada por conta da chuva. Admilton Farias largou na frente e venceu sem grandes dificuldades a prova da nova categoria do Estadual. Tiago Krause finalizou a prova na segunda posição, seguido de Roger Joenck, Elvis Schmitz e Ricardo Butzke.


Admilton Farias #111 cruzou a chegada com Tiago #99 logo atrás

 


Tiago Krause

 

 

Com o resultado, Admilton assume a liderança da categoria com seis pontos a mais que Roger Joenck, vice-líder, que vem mantendo a regularidade e sempre sobe ao pódio das categorias que disputa. Tiago Krause e Eduardo Leobet estão empatados na terceira colocação, com 40 pontos cada.


Roger Joenck

 

 85cc

Lucas Gadotti venceu tranquilo a prova da 85cc. O piloto, representante da cidade de Rodeio, largou na frente e só administrou a posição até a vitória. João Victor da Veiga e Sebastião da Silva Júnior disputaram a segunda posição, mas na metade da prova, João Victor teve o pneu furado e teve de abandonar a disputa, deixando o caminho livre para Sebastião ficar com a segunda colocação. Roberto Pereira foi o terceiro, seguido de Vinicius Fronza e Amabilly Cardoso.


Lucas Gadotti

 


João Victor #95 e Sebastião da Silva Júnior #15

 

 

Com o resultado, Lucas amplia sua vantagem na liderança da categoria. Amabilly segue na vice-liderança, com Vinicius Fronza logo atrás, na terceira colocação.

 

65cc

Daniel Melchert superou Mayron da Silva e ficou com a vitória da categoria 65cc. Mayron foi o segundo colocado, seguido de João Alfonso Claudino dos Santos. João Alfonso lidera a competição com 16 pontos de vantagem para Mayron, vice-líder. Roberto Pereira é o terceiro na classificação geral da categoria.


Daniel Melchert

 


Mayron da Silva

 

 

 

Mini-motos

Rian Fischer venceu a prova da categoria Mini-motos e segue líder da categoria. Matheus Gabriel da Silva ficou com a segunda colocação, seguido de José Ribeiro Martins Júnior, Carlos Augusto Gervasi e Vinicius Niekiforuk.


Rian Fischer

 


Matheus Gabriel

 

 

 

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.