Federação Catarinense de Motociclismo

Canelinha já vive o clima da segunda
etapa do Brasileiro de Motocross
Fotos: Gerson Coas - Reportagem FCM

A secretaria e a vistoria técnica foram movimentadas...

... na tarde dessa sexta-feira. Quatro classes correm já no sábado

O catarinense Valério Neto é o locutor do Brasileiro MX

Vários pilotos caminharam pela pista. Dentre eles os irmãos Ratinho e Dudu...

... Rodrigo Rodrigues e Thalles Vilardi

A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross que acontece durante o final de semana em Canelinha/SC já tem 246 pilotos confirmados.  Entretanto neste sábado, dia 25, o número inscritos pode aumentar significativamente, pois há pilotos que vão correr somente no domingo.

Quatro categorias serão decididas nesse primeiro dia do evento. As 12h45min começam as disputas. Abrindo a competição larga a classe MXJr, destinada a pilotos homens com idade de 13 a 17 anos e mulheres até 25 anos. Em seguida alinham no gate de largada os pilotos da categoria 65cc (motos de dois tempos de 59cc a 65 cc para pilotos de 7 a 12 anos); seguido da MX3 (motos de 2 tempos de 100cc a 250cc e 4 tempos de 175cc até 450 cc para pilotos homens de 35 a 55 anos e mulheres de 13 até 25 anos); e da 50 cc (motos 2 tempos de 50cc, monomarcha, automática para pilotos de 4 a 9 anos).

No domingo a segunda etapa prossegue com a disputa de mais quatros categorias, consideradas por especialistas, como as que reúnem os principais pilotos da competição. Às 13 horas será disputada a categoria MX2 (motos de 2 tempos de 100cc até 150cc e 4 tempos de 175cc até 250cc para pilotos de 15 a 50 anos). Em seguida, será a vez da CRF230cc (motos Honda para pilotos de 14 a 55 anos). A terceira bateria, prevista para ocorrer às 14h45min, será da 85 cc (motos 2 tempos de 70cc até 105cc e 4 tempos de 75cc a 150cc para pilotos de 11 a 15 anos e mulheres até 17 anos). A etapa de Canelinha será fechada com a esperada disputa da categoria MX1 (motos de 2 tempos de 100 cc até 250cc e 4 tempos de 175cc até 450 cc, para pilotos de 15 a 50 anos).

Como de praxe a FCM vai transmitir toda a programação da etapa com a locução do chapecoense Valério Neto, narrador das provas nacionais. “Narrar aqui em Canelinha parece ser mais fácil. Tem muita interação com o público, o pessoal vibra, é muito bacana”, disse ele. Além de ouvir, haverá um espaço no site para o envio de mensagens.

E assim como tem ocorrido nos últimos anos, as principais autoridades do Estado vão acompanhar a etapa. Já confirmaram presença na tarde de domingo o governador Luiz Henrique da Silveira e o secretário Gilmar Knaesel, da Secretaria de Turismo Cultura e Esporte.

Os pilotos

Leandro Silva, piloto paranaense do Team Honda, defende a liderança na classificação geral da categoria MX1, seguido de seu companheiro de equipe Wellington Garcia, de Goiás; e do paulista Roosevelt Assunção ( Suzuki/Petrobrás). João “Marrozinho”Paulino (Pró-Tork), piloto catarinense, por correr em casa e contar com o apoio da torcida local, espera desbancar o favoritismo de seus adversários e chegar em primeiro lugar, equilibrando a briga pelo título da atual temporada.

Na categoria MX2, Wellington Garcia lidera a ponta da tabela, seguido do mineiro radicado no Rio de Janeiro, Swian Zanoni, também integrante da equipe Honda. Eles enfrentarão a concorrência de Cristopher Castro, piloto catarinense e integrante da equipe 2B Racing; e ainda de Rafael Faria e de Thales Vilardi, ambos de São Paulo.

A presença da mineira Mariana Balbi, também da equipe 2B Racing, quinta melhor piloto feminina do Campeonato Norte Americano de Motocross, na MX3, promete um espetáculo a parte na etapa catarinense. A principal mulher em atividade nesta modalidade do motociclismo no País, ela chega a Canelinha como favorita ao título da sua categoria. “Minha expectativa é acelerar forte e superar meus adversários. Estou preparada para subir ao pódio”, prometeu.

Outra novidade na etapa de Canelinha será a premiação “Holl-Shoot Tribo Off Road”, que destacará o piloto que fazer a primeira curva do circuito em primeiro lugar. Ele receberá um cheque de R$300,00. Esta premiação é tradicional em provas de motocross e supercross naquele País.

Os ingressos serão vendidos na portaria do motódromo, no valor de R$ 15,00.

Confira a programação completa para a segunda etapa do Brasileiro de Motocross em Canelinha:

sexta-feira (24/04)
12 às 21 horas: secretaria / vistoria para todas as categorias

sábado (25/04)
6 às 7 horas: secretaria/vistoria para todas as categorias
7 horas às 19 horas: secretaria/vistoria somente para as categorias de domingo

ordem de treino: MxJr, 65cc, Mx3, 50cc
ordem de prova: MxJr, 65cc, Mx3, 50cc

treinos livres a partir das 8 horas
treinos cronometrados a partir das 10h

abertura oficial 12h30min
provas a partir das 12h45min

domingo (26/04)
ordem de treino: MX2, CRF230, MX1, 85cc
ordem de prova: MX2, CRF230, 85cc, MX1

treinos livres a partir das 8 horas
treinos cronometrados a partir das 10h

provas a partir das 13h

A segunda etapa do Brasileiro de Motocross é uma realização da Federação Catarinense de Motociclismo e organização do Motoclube de Canelinha, sob a supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo. O patrocínio é da Honda e Mobil, com apoio da Mega Motos Honda, Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo Cultura e Esporte e Prefeitura Municipal de Canelinha.

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.