Federação Catarinense de Motociclismo

Catarinenses seguem rumo a Santa Luzia
para o Brasileiro de Supercross
Texto e fotos: Gerson Coas

Marronzinho confirmou a sua preferência por supercross

Pipo se mostra tranqüilo, apesar da ansiedade da estréia.

Anderson Cidade participará na categoria SX2

Milton "Chumbinho" Becker

César Popinhak

Galeria de fotos do Catarinense de Supercross em São Bento do Sul

Galeria de fotos do Catarinense de Supercross em Curitibanos.

Sete pilotos catarinenses estão a caminho de Santa Luzia, cidade localizada na região metropolitana de Belo Horizonte/MG onde será dada a largada para o Campeonato Brasileiro de Supercross 2007. Nessa primeira etapa da competição, que acontece neste sábado, 22, estão confirmadas as participações dos catarinenses Milton Chumbinho Becker, João Paulino “Marronzinho” da Silva Jr., Cristopher “Pipo” Castro, Alexandro Martins, Anderson Cidade, Richard Beróis e César Popinhak Após as corridas haverá show com o cantor Frejat (Barão Vermelho).

Chumbinho, Pipo Castro, Richard, Popinhak e o rondoniense Rodrigo Selhorst saíram direto de Rio das Ostras (RJ), onde foi realizada a oitava e última etapa do Campeonato Brasileiro, e nem foram para casa. Eles passaram a semana treinando no município de Duas Barras, interior do Rio de Janeiro. “A pista era tranqüila, mas o proprietário nos cedeu maquinário e alteramos alguns saltos, construímos uma sessão de costelas e assim treinamos intensamente durante esses dias”, contou Pipo.

Quanto à prova deste sábado, Pipo se mostra tranqüilo, apesar da ansiedade da estréia. “A primeira etapa é sempre uma interrogação. A ansiedade é grande para todos os competidores. Agora é hora de manter a calma e esperar para ver, pois são vários os fatores que vão interferir como o desempenho dos demais pilotos e o quanto eles vão arriscar, além do formato da competição, do tipo da pista, que acredito não vai ser tão radical nas primeiras etapas para não assustar, pois é um campeonato que estava fora há tempo e os pilotos não estão habituados”, conclui Pipo que é bicampeão do Arena Cross na classe principal.

O também catarinense João Paulino, o Marronzinho, vice-campeão brasileiro de motocross, também estará em ação na prova de Santa Luzia. “Eu gosto mais do supercross que do motocross. Os pegas são mais emocionantes e eu quero andar forte para buscar este título”.

Nova fase, ânimo reforçado

O piloto Anderson Cidade, de São José, vai correr com um incentivo extra, fruto do convite para integrar o time da Pro Tork. Após participar a temporada toda do motocross nacional como piloto privado, a confirmação do patrocínio da nova equipe foi feita na última terça-feira, dia 18, com o objetivo de disputar o Brasileiro de Supercross.

Atual líder das classes MX1 e MX2 no Riffel Motocross – Campeonato Catarinense, sexto colocado na temporada 2007 do Brasileiro da MXJr, Anderson foi diversas vezes campeão catarinense na 50cc e 60cc. Na 65cc, ganhou o Brasileiro de 2003 e foi o campeão da classe 85cc na última edição do Brasileiro de Supercross, em 2005. “É, sem dúvida, um grande salto na minha carreira. De categoria e, também, de estrutura. Estou contente, tenho certeza de que estou em uma ótima equipe”, comemorou. Ele refuta expectativas adicionais por resultados. “Eu quero andar bem, e fazer com que os resultados sejam a natural conseqüência desse trabalho”, falou.

Anderson não esconde que realizará um desejo de infância: competir ao lado de Chumbinho. “Digamos que ele seja meu ‘professor’, mesmo. Quando eu tinha dez, 11 anos, eu já o via correr e ficava impressionado. A gente treina junto em algumas semanas, com ele sempre me ajudando muito. Temos um relacionamento muito bom. E isso certamente vai me ajudar nesta estréia na Pro Tork.”

Também confirmaram presença Jean Ramos, campeão Brasileiro de Motocross na classe MXJr, Massoud Nassar, Rodrigo Selhorst, Thales Villardi e Roosevelt de Freitas Assunção, pilotos que vem se destacando no cenário nacional. Lucas Moraes, que abandonou o Campeonato Brasileiro de Motocross devido à uma contusão nas costas, voltará a competir no Supercross.

Os campeões das duas categorias, SX1 e SX2, levam R$ 3.000,00 cada. No final da temporada, em dezembro, os grandes vencedores serão premiados com motos Lander 250 e XTZ 125, ambas da Yamaha.

O Campeonato Brasileiro de Supercross é organizado pela Dunas Race, tem patrocínio da Honda e Ipiranga, co-patrocínio da Yamaha e apoio de Bunnet.

PROGRAMAÇÃO

Quinta-feira (20/09)
18h - Abertura de Box para veículos de apoio

Sexta-feira (21/09)
8h às 18h - Secretaria de Prova

Sábado
8h às 21h - Secretaria de Prova
9h às 12h – Vistorias
13h às 15h - Treinos Livres
15h às 17h - Visitação à área de box
16h às 18h – Classificatórias
19h às 21h - Repescagem/Final
22h às 23h - Show de Encerramento

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.