Federação Catarinense de Motociclismo

Decisão: Canelinha definirá a Seleção Brasileira
para o Motocross das Nações
Texto: Reportagem FCM - Fotos: arquivo FCM - Gerson Coas

A pista do motódromo Arthur Jachowicz será decisiva no próximo final de semana

 

Pilotos e público já estão ansiosos a espera da quinta etapa do Pro Tork Campeonato Brasileiro de Motocross, que acontece no próximo final de semana, 14 e 15 de agosto, em Canelinha.

Além de ser a primeira vez que a pista do motódromo Arthur Jachowicz receberá uma competição, depois de ter seu traçado modificado e atualizado aos padrões internacionais para ser a sede da etapa final do Campeonato Mundial de Motocross, em setembro de 2009, a prova mais tradicional do circuito nacional irá definir o time que representará o Brasil no Motocross das Nações, no mês de setembro, em Denver, nos Estados Unidos.

Como já havia sido anunciado pela Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) no início do ano, a equipe nacional será composta por três pilotos: As duas primeiras vagas ficarão para os líderes das categorias MX1 e MX2, e a terceira vaga fica a escolha da CBM, por critério técnico.

De acordo com os critérios da CBM, sete nomes estão na disputa por quatro vagas para formar o time que representará o Brasil no Motocross das Nações 2010. Dessas quatro vagas, três serão titulares e um reserva. São eles: o catarinense Cristopher “Pipo” Castro (2B Duracell Racing), os paulistas Marcello “Ratinho” Lima (Vaz/Kawasaki/Rinaldi) e Eduardo Lima (Vaz/Kawasaki/Rinaldi), o gaúcho Duda Parise (Sanaduva), o mineiro Antonio Jorge Balbi Júnior (2B Duracell Racing), Thales Vilardi (KTM Team) e o mineiro Swian Zanoni (Team Honda).

Nada definido

Como o líder da MX1 e MX2 atualmente é o norte-americano Scott Simon, o vice-líder da MX1, Pipo Castro e Marcello “Ratinho”, vice-líder da MX2, hoje, já teriam lugar garantido na seleção brasileira, por ser os brasileiros mais bem colocados no campeonato.

“Ainda não posso dizer muita coisa sobre esse assunto, porque não existe nada de concreto. O que posso adiantar é que já recebi o convite e sei que estou entre os cotados para formar a equipe que vai ao Nações. Continuo trabalhando forte para dar o meu melhor e ser um dos convocados”, disse Pipo Castro sobre a possibilidade de ser um dos representantes brasileiros no Motocross das Nações.


Pipo Castro

 

“Canelinha será uma etapa decisiva. Já fui comunicado que estou entre os possíveis convocados para fazer parte do time brasileiro. Fico muito feliz, para mim é uma honra ser um dos integrantes da equipe. Estou ansioso, mas ao mesmo tempo trabalhando bastante para dar tudo certo e essa expectativa se confirmar”, disse Marcello Ratinho.


Marcello "Ratinho" Lima

 

Porém, o Campeonato Brasileiro está equilibrado. A diferença entre os vice-líderes e os terceiros colocados das duas categorias é muito pequena e tudo pode acontecer depois de cair o gate em Canelinha. Com isso, as chances de Duda Parise e Dudu Lima, ainda são grandes. O desempenho de Jorge Balbi Júnior, Thales Vilardi e Swian Zanoni, assim como os demais pilotos, também será avaliado em Canelinha pela comissão de motocross da CBM. Dois deles podem ocupar as vagas destinadas ao terceiro integrante da equipe e ao reserva.


Dudu Lima

 

Swian Zanoni

O convite da CBM ao mineiro Swian Zanoni é devido ao seu desempenho na temporada 2010. O piloto que representa o Team Honda, lidera a MX1 e MX2 na Superliga de Motocross e a categoria Pró, no Arena Cross, mas não participou de nenhuma etapa do Brasileiro de Motocross neste ano. Swian também conta com a experiência de ser um dos representantes do Brasil no Motocross das Nações em 2009. “Hoje ele é um dos melhores pilotos do país. É técnico, está andando bem rápido e tem experiência internacional do próprio Nações. Anda bem nas duas categorias e está no auge da idade. Seria, sem dúvida, um nome importante na equipe”, afirma Roberto Boettcher, diretor nacional de motocross da CBM e presidente da Federação de Motociclismo de Goiás.

Para o piloto, a oportunidade de participar novamente do Motocross das Nações seria muito importante. Segundo ele, o fato de já ter participado do evento em 2009 o deixou mais experiente, e com mais chances de ter um resultado melhor.


Swian Zanoni (Foto:Ilk Araújo/Divulgação CBM)

 

“Para mim é uma honra receber um convite como esse. Sinal de que o meu trabalho está sendo valorizado. Acho muito legal, porém não depende só de mim. Preciso de uma posição da minha equipe, pois hoje corro para a Honda. Atualmente estou mais bem preparado e com bem mais experiência. Tomara que eu consiga participar da etapa de Canelinha, pois gostaria muito de disputar novamente o Nações”, declarou Swian.

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.